quarta-feira, janeiro 03, 2007

Glaucoma


Acordar de manhã e ver o mundo pela metade.
Sentir saudades de quando tudo era realidade.
Todos os dias a mesma coisa sempre tudo igual.
Usar bastante o pescoço se torna essencial.

Dia após dia, hora após hora vou perdendo a visão.
Estreito é o caminho larga é a tristeza, grande é a solidão.
Dia após dia, hora após hora vou ficando cego.
Cego é o amor, viva é a esperança, destruído é o ego.

Não poder olhar nos olhos da pessoa que ama.
Tropeçar esbarrar em algo enfiar o pé na lama.
Entre milhões de pessoas, ser o privilegiado.
Não saber se este mal foi herdado ou provocado.

Dia após dia, hora após hora vou perdendo a visão.
Estreito é o caminho larga é a tristeza, grande é a solidão.
Dia após dia, hora após hora vou ficando cego.
Cego é o amor, viva é a esperança, destruído é o ego.

Olhar e não enxergar, buscar andar e tropeçar.
Não poder encarar os olhos sempre desviar.
Colírios e fé naquele que do alto me chama.
Só ele pode curar totalmente o glaucoma

6 Comments:

Anonymous Raquel said...

Olá, caro poeta.
Belo poema!
Gostei...

10:01 PM  
Anonymous rafaela said...

Olá!
Vi seu poema na comunidade do Orkut. Eu tb tenho glaucoma, e me emocionei muito lendo suas palavras...
Parabéns!

9:18 PM  
Anonymous Anderson G. Cunha said...

Que satisfação meu amigo poeta postar essa mensagem, admiro seu geito autentico de ser, sua inteligência e a sua fé em Deus. Um forte abraço.

3:40 AM  
Anonymous Laura Jardim said...

Oi Fabinho! Estrou entrando aqui pela 1ª vez. Tenho glaucoma e não tenho, muitas, na maioria das vezes grana pra comprar meu colírio... ´
Vários familiares perderam já a visão e/ou parte dela. Este é meu medo, meu terror!
Nestes três últimos dias atrás fiquei sem meu "maleato de timolol a 0,5%... Aí me fechei, deitada em meu quato a pensar em o porque do Senhor estava permitindo isso...
Tenho várias infermidades tidas como grave. Mas percebo agora que a pior delas tem sido o mal que anda a tempos acometendo as pessoas: "A POUCA FÈ!!!"
Hj irei ler e ler seus textos e, na medida do possível, fazendo meus comentários...
Amei sua apresentação.
Abraços e muita paz!

8:33 PM  
Blogger Amanda said...

Olá, sou jornalista e achei muito interessante seu poema, estou escrevendo uma matéria sobre glaucoma e gostaria de utilizar um trecho e saber de sua esperiência, é possível isso?
Obrigada
Amanda
amanda.fischer@uol.com.br

4:12 PM  
Blogger maiconcd said...

Parabens pelo poema, é muito emocionante, abraço!!!

9:01 PM  

Postar um comentário

<< Home