quarta-feira, janeiro 02, 2008

Rebobinar


Projetos e mais projetos começados e não terminados.
Planos e mais planos que nunca foram concretizados.
Tudo em nome do temor de trilhar o primeiro passo.
De esperar ser correspondida, a doce menina cansou.
Rendeu-se para outro que primeiro chegou, e se casou.

Se eu pudesse rebobinar a minha história até o início.
Recomeçaria e faria diferente o que um dia fui omisso.
Daria valor a quem uma vez quis compromisso comigo.
O Nazareno disse: para o passado você não pode voltar.
Mas se você acreditar terá uma nova história pra contar.

Muitas palavras e mais palavras que não foram mantidas
Promessas e promessas que nunca foram cumpridas.
Tudo em nome do medo de disparar do ponto de partida.
De esperar ao menos um oi, a linda menina se fadigou...
Rendeu-se para outro que lhe entregou uma grande flor.

Se eu pudesse rebobinar a minha história até o início.
Recomeçaria e faria diferente o que um dia fui omisso.
Daria valor a quem uma vez quis compromisso comigo.
O Nazareno disse: para o passado você não pode voltar.
Mas se você acreditar terá uma nova história pra contar.

3 Comments:

Blogger darkest poet said...

lindo poema...=)

feliz ano novo =))

3:13 PM  
Blogger Para Todos os efeitos... said...

se tiver com controle da um pause e corrige os imprevistos...rsss

8:25 AM  
Blogger Para Todos os efeitos... said...

o rapis ti acompanho desde 82, e vc não sabe quem sou? só pq sou preto?Rs

4:51 PM  

Postar um comentário

<< Home