quarta-feira, abril 25, 2007

Original


Aqui estou, aqui continuo, sendo eu mesmo e não mudo
Os de fora podem me pressionar os de dentro me julgar.
Mas este é o meu jeito, nasci assim não posso mudar.
Uma cruz carrego nas costas uma menor no meu peito.
Deus me abençoou e me fez deste jeito

(Original) No Estilo Ideal ando nas ruas de cabeça erguida
(Original) na unção celestial, Jeová conduz minha vida.
(Original) não me violente, pois não sou igual a você.
Deus é um artista da diversidade, diferente ele nos fez.

Aqui estou eu, as cores da Terra mãe uso na minha toca.
Uma pulseira na mão direita com um nome para clamar.
Este Nome tão gracioso que me impede de o alvo errar.
Uma cruz carrego nas costas uma menor no meu peito.
Deus me abençoou e me fez deste jeito.


(Original) No Estilo Ideal ando nas ruas de cabeça erguida
(Original) na unção celestial, Jeová conduz minha vida.
(Original) não me violente, pois não sou igual a você.
Deus é um artista da diversidade, diferente ele nos fez.

Bridge.
Por favor, não me violente, pois não sou igual a você.
Deus é um artista da diversidade, diferente ele nos fez.
Não me sufoque com suas doutrinas humanas.
Deus não nos vê como o homem a todos, ele ama.


Reggae que escrevi alguns anos atras,
''nunca deixe ninguem desrespeitar sua individualidade''

1 Comments:

Anonymous Marcelo said...

Eu deixei que minha individualidade fosse sufocada. E hoje pago um alto preço para resgatá-la...

8:36 AM  

Postar um comentário

<< Home