quarta-feira, dezembro 28, 2005

Ainda me lembro



esta é para minha segunda mâe

Ainda me lembro das letras coloridas.
Escritas nos cadernos marcando minha vida.
Ainda me lembro das noites mal dormidas.
Ouvindo seu sussurro sentido a dor da vida.
Ainda me lembro do teu colo macio.
Desde pequeno me dando abrigo.

Este é mais um dia escuro, em que o sol se põe.
Dia mal? Dia bom? Deste dia ninguém se esconde.
Este é mais um dia escuro, em que foi ceifada uma vida.
Dia bom? Dia mal? Mais uma rosa foi colhida.

Ainda acredito nas palavras de vida.
Escritas neste livro que chamamos bíblia.
Ainda me lembro das histórias bem antigas.
Ouvindo atentamente, nunca as esqueci.
Ainda me lembro do teu doce amor.
Desde pequeno você me ensinou.

Este é mais um dia escuro, em que o sol se põe.
Dia mal? Dia bom? Deste dia ninguém se esconde.
Este é mais um dia escuro, em que foi ceifada uma vida.
Dia bom? Dia mal? Mais uma rosa foi colhida.

Ainda me lembro das paginas da sua vida.
Escritas nas tabuas do meu coração.
Ainda me lembro de tudo que aprendi.
Ouvindo com atenção, sabedoria adquiri.
Ainda me lembro de tudo que ouvi.
Um grande ensino que nunca esqueci.

Este é mais um dia escuro, em que o sol se põe.
Dia mal? Dia bom? Deste dia ninguém se esconde.
Este é mais um dia escuro, em que foi ceifada uma vida.
Dia bom? Dia mal? Mais uma rosa foi colhida.

Ainda me lembro daquelas paisagens.
Pintadas nos quadros, as mais belas imagens.
Ainda me lembro nunca esquecerei.
Olhando desde pequeno sonhei
Naquele céu azul do quadro
Um dia também estarei............

1 Comments:

Blogger *Laila* said...

qrido Fabinho

mto bonita a sua poesia...me emocionou o seu sentimento em cada linha, em cada palvra....

vc eh um excelente escritor...

um otimo 2006 p/ vc!!

bjoks

5:58 PM  

Postar um comentário

<< Home